100% natural, a pensar na sua saúde

Para si, a experiência da Medicina Chinesa

DADOS PESSOAIS







DADOS PARA CONSULTA

É a sua primeira consulta nas Clínicas Pedro Choy?


* Campos de prenchimento obrigatório

A marcação da sua consulta carece de confirmação por parte da Clínica. Aguarde pelo nosso contacto.

Termos e condições | Políticas de Privacidade

Depressão

CASO CLÍNICO

João Patrício - 48 anos

Motivo de Consulta: Depressão

Clínica: Clínica Pedro Choy de Cascais

Situação Clínica Inicial:

É fácil confundir ansiedade com depressão. Muitas vezes ambas parecem andar de mãos dadas e serem a consequência uma da outra. Contudo muitas vezes a mesma pessoa sofre quer de ansiedade quer de depressão…

Ansiedade:

  •  É uma sensação de apreensão ou medo.
  • A raiz latina da palavra ansiedade prende-se à expressão também latina anxia, da qual resulta a palavra portuguesa anseio, que significa desejo ardente de algo.
  • A todas estas expressões está ligada a ideia de aperto, aflição, estreitamento e constrição.

 

A Ansiedade, geralmente, caracteriza-se por uma preocupação excessiva face a um acontecimento futuro. Quando a ansiedade é controlada, pode ser encarada como uma reação natural do organismo, um ‘estado de alerta’ para algo novo. No entanto, quando a preocupação é excessiva e não permite viver o presente sempre com receio no futuro, estamos perante um quadro de ansiedade.

A depressão, por sua vez, é a reação de tristeza a experiências vividas. O sentimento de tristeza pode, contudo, prolongar-se mais tempo do que o habitual, tornando-se um problema crónico e altamente incapacitante.

 

Falamos-lhe do senhor João Patrício, 48 anos

 

O Senhor João, chegou à nossa Clínica de Cascais com um quadro de depressão. Após um ataque de pânico que acabara em internamento hospitalar, a filha, por aconselhamento da psiquiatra trouxe-o às Clínicas Pedro Choy. Tínhamos um quadro de palidez, apatia e tristeza bem notórios. Segundo a filha, a causa desta depressão deve-se ao falecimento do seu avô paterno.

Em consulta, a abordagem do terapeuta passou pela estimulação dos pontos de acupunctura que promovem o equilíbrio físico e mental, aumentando a produção de endorfina e serotonina, responsáveis pela sensação de bem estar.

 

Resultados:

O primeiro tratamento foi logo feito após a consulta e correu sem qualquer problema, não houve lugar para receio de agulhas.

No terceiro tratamento, o paciente refere-nos ‘a minha mulher e os meus amigos dizem que estou muito mais calmo. Fico satisfeito, agora reconheço o quão diferente estava’.

Após 1 mês e meio de tratamentos o senhor João voltou ao trabalho, após longas semanas de baixa médica. Confessou-nos que os primeiros dias não foram fáceis, no entanto, as melhorias e o facto de dormir muito bem, ajudou muito no regresso à rotina. Após quase dois meses de tratamentos o discurso era "hoje não senti, em momento algum, qualquer ansiedade’’.  

A pouco e pouco o nosso paciente começou a reduzir a medicação indicada pelo psiquiatra e tudo correu de forma pacífica e ponderada.

Ao fim de um ciclo de 20 sessões de acupunctura, o senhor João foi novamente avaliado e os resultados deixam-nos orgulhosíssimos. O senhor João estava um homem novo: tranquilo, pele rosada e olhos despertos. A posição corporal, que outrora era fechada e abatida, na consulta de reavaliação mantinha-se de ombros direitos e confortavelmente sentado. Não havia lugar para receios.

Artigos Relacionados:

Sem artigos relacionados

Voltar

Outros CASOS CLÍNICOS

NEWSLETTER

Indique-nos o seu nome e email, e receba as nossas novidades em primeira mão.

SIGA-NOS

2ª a 6ª - 8h00-20h30
Sábado - 8h00-13h30
Domingo - Encerrado